Páginas

domingo, 20 de maio de 2018

Museu de Pedreira adere à Campanha "É Dia de Museu"



No Dia Internacional dos Museus, 18 de maio, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, por meio da UPPM lançou a campanha"É Dia de Museu".
O marco do lançamento da campanha foi a adesão e o engajamento na Campanha do Agasalho em parceria com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo e os demais Fundos Sociais Municipais. Os visitantes estão convidados a contribuir com a campanha que consiste na doação de uma peça de roupa  para a Campanha do Agasalho.
O Museu de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102.

Poesias de Castro Alves em cartaz no Museu de Pedreira homenageia os 130 anos da Lei Áurea



Até o dia 31 de maio (feriado de Corpus Christi) os visitantes terão a oportunidade de entrar em contato com a mostra especial organizada pelo Curador do Museu de Pedreira, Adílson Spagiari em homenagem aos 130 anos da assinatura da Lei Áurea pela Princesa Isabel em 13 de maio de 1888 que decretou extinta a escravidão no Brasil.
Na mostra que é composta por poesias de Castro Alves, "o poeta dos escravos", o visitante terá a chance de ler diversos poemas sobre o tema da escravidão escritos pelo autor, tais como "Vozes d'África", "Navio negreiro", "Saudação a Palmares", dentre outros.
Destaque também é dado ao casal de negros africanos, fabricado pela Porcelana Vera Cruz na década de 1970, rela o Curador da exposição.
O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102.

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Museu de Pedreira participa do Movimento Maio Amarelo

No feriado de 1 de maio, o Museu de Pedreira participou pela terceira vez do Movimento Maio Amarelo.
Em 2018, o público que visitou o espaço museológico no feriado do Dia do Trabalho, recebeu um adesivo para fixar no veículo, alusivo à campanha de prevenção aos acidentes de trânsito, destacou o funcionário do Museu, Adílson Spagiari.
O Movimento Maio Amarelo nasceu com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.
O lema de 2018 é "Nós somos o trânsito", então é o momento de escolher não beber ao dirigir, escolher usar o cinto de segurança, não fazer "racha", não usar o telefone celular ao dirigir, não correr e ultrapassar a velocidade na rodovia, não digitar ao dirigir, escolher parar no sinal vermelho e respeitar os sinais de trânsito, são algumas das escolhas que a campanha nos orienta a seguir para evitarmos acidentes e não entrarmos nas estatísticas devido a falta de consciência, finaliza Spagiari.
O Museu de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102.

Museu de Pedreira expõe "Memórias da Segunda Guerra Mundial: 73 anos" em homenagem ao Dia do Expedicionário




O ano de 2018 marca as comemorações dos 73 anos do término da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) e o Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira realiza de 1 a 11 de maio a Exposição "Memórias da Segunda Guerra Mundial: 73 anos", em homenagem ao Dia do Expedicionário, 5 de maio.
O município de Pedreira esteve representado nesse conflito histórico por cinco heróis (João Baccareli, Fernando Cassaro, José Maria Lopes, Caetano Vicentini e Casto Cau) que atuaram na Força Expedicionária Brasileira - FEB, juntamente com centenas de expedicionários que representaram o Brasil nos campos da Itália.
No final da década de 1960 foi edificado o Monumento aos Expedicionários, na Vila São José, trazendo um significado especial à memória dos 55 milhões de mortos, 35 milhões de feridos, 20 milhões de órfãos e 190 milhões de refugiados nesse que pode ser considerado como o conflito mais violento da história, destaca o Curador da exposição, Adílson Spagiari.
Nessa exposição diversas imagens do período de treinamento antes da guerra, durante e pós-guerra pode ser relembrado através dos momentos vividos pelos expedicionários de Pedreira.
O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102, com funcionamento de segunda a domingo, das 9h às 12h e das 13h às 17h.

Turistas da Alemanha, da Colômbia e de onze estados visitaram o Museu de Pedreira em abril




Na terça-feira, 24 de abril, o Museu de Pedreira recebeu turistas vindos da Alemanha. No domingo, 19, colombianos também estiveram conhecendo o atrativo histórico.
Desde o início de 2018, a unidade museológica de Pedreira já recebeu turistas estrangeiros vindos de 13 países: Chile, Argentina, Uruguai, Japão, México, Estados Unidos, Itália, Espanha, Rússia, Venezuela, China, Colômbia e Alemanha. Em 2017, estrangeiros de 26 países visitaram o espaço museológico.
Durante o mês de abril, o publico nacional foi representado por turistas vindos de onze estados: São Paulo, Bahia, Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Goiás, Santa Catarina e Pará, além de contar com a visita de moradores de Pedreira e de visitantes de cidades das regiões metropolitanas de São Paulo e de Campinas, foram os dados constatados através do levantamento realizado pelo funcionário do Museu, Adílson Spagiari.
Segundo Spagiari, nos primeiros cem dias de 2018, o espaço já contava com a visita de mais de 4 mil visitantes e de acordo com um levantamento realizado em 37 anos o atrativo turístico museológico já recebeu mais de 509 mil visitantes, estando perto de alcançar 510 mil visitantes nos próximos dias, ressalta Adílson Spagiari.
Até o dia 15 de abril, o espaço museológico também realizou a exposição temporária "Raridades em Livros", em homenagem ao dia do Bibliotecário, expondo diversos livros dos séculos XIX e XX, com exemplares escritos em vários idiomas, pertencentes à Biblioteca Museológica "Profa. Lolita Engler de Almeida" que atraiu a atenção de centenas de visitantes.
Na sexta-feira, 27 de abril a unidade museológica recebeu o grupo do Projeto Viva a Melhor Idade "George Oetterer", de Iperó, SP, que entraram em contato com o acervo museológico, usufruindo das informações históricas presentes no espaço museológico, disse Spagiari.
As peças mais votadas e apreciadas em abril pelos visitantes que concorrem à "Peça do Ano 2018" foram: máquina contábil, piano, dormitório imperial, consoles, aparelho de fax, esmeril, livros antigos da exposição "Raridades em Livros", oratório, telegrama de 1890, panelas de ferro, máquinas de escrever, bilheteria do Cinema São Luís, televisão Philco, pilão, consultório odontológico, tijolo, coleção da Enciclopédia Barsa, relógio de parede, ferro à brasa, rádios, telefone de 1890, máquinas de filme do Cinema Alvorada, mimeógrafo, barbearia, farmácia e sala de jantar em estilo Renascença.
Em 2017, a peça eleita em primeiro lugar pelos visitantes foi o consultório odontológico de 1947 que pertenceu ao dentista Dr. Roberto Pazotto, finaliza Spagiari.
O Museu de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102.

sábado, 14 de abril de 2018

Museu de Pedreira recebe a visita de descendentes da família dos fundadores de Pedreira



No sábado, 14 de abril, cerca de 40 pessoas, descendentes da Família Godoy Moreira, fundadores de Pedreira, representados pelos familiares do Capitão José Pedro de Godoy Moreira, irmão do fundador de Pedreira - o Cel. João Pedro de Godoy Moreira, que foi o doador do terreno para a construção da antiga Estação da Cia. Mogiana de Estradas de Ferro. Nascido em 1814, faleceu aos 6 de dezembro de 1876 na gare da estação quando esperava o trem para se deslocar até Amparo.
Na visita ao acervo histórico museológico, os familiares tiveram a oportunidade de rever algumas histórias de família, bem como diversos objetos doados pela Família do Magistrado Arthur Moreira de Almeida para compor as coleções museológicas, dentre elas, a mobília de sala de jantar em estilo Renascença, o dormitório em estilo Império, escrivaninha papeleira, óleo sobre tela do Capitão José Pedro, quadro do farmacêutico Alfredo Engler, quadros do Dr. Arthur Moreira de Almeida e de sua esposa, a professora Almerinda Engler de Almeida, de seu filho, o Delegado Dr. Arthur Moreira de Almeida Filho, além de livros doados pelas professoras Lolita e Chloé Engler de Almeida que constituem a biblioteca do Museu Histórico, sendo que diversos livros estão em cartaz até o domingo, 15, na exposição "Raridades em Livros", em homenagem ao dia do Bibliotecário, que são exemplares de livros dos séculos XIX e XX que pertenceram aos antigos familiares dos descendentes dos fundadores de Pedreira, ressalta o funcionário do Museu, Adílson Spagiari que recepcionou os familiares descendentes dos Godoy Moreira.
De acordo com Spagiari, "foi com grande alegria que recepcionamos os descendentes da família dos fundadores de Pedreira, momento este que relembrou dos contatos que manteve com as irmãs Lolita e Chloé relacionados à doação de diversos objetos pela família do magistrado que muito auxiliou na documentação para que Pedreira fosse elevada à categoria de Município em 31 de outubro de 1896, mediante aos incansáveis trabalhos do grupo liderado pelo Cel. João Pedro de Godoy Moreira e pelo advogado Dr. Arthur Moreira de Almeida", concluiu Adílson Spagiari.
Foi um encontro de gerações, pois muitos não se viam há cerca de 40 anos, e tiveram a oportunidade de conhecerem e rever peças que por anos estiveram entre os familiares e nos dias de hoje estão sob a guarda do Museu Histórico e os moradores de Pedreira podem conhecer essas histórias e objetos, além de que turistas e visitantes também usufruem dessas informações visitando a unidade museológica, finaliza Spagiari.
O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102.

Museu de Pedreira participa da Campanha Abril Azul



O mês de abril também é marcado pela realização da Campanha "Abril Azul".
Foi no ano de 1989, nos Estados Unidos, que Bonnie Finney, amarrou uma fita azul na antena do seu carro. Quando questionada sobre o significado desta ação, referiu que o azul simbolizava a cor dos hematomas no corpo de seus dois netos, vítimas de maus tratos por parte da mãe e respectivo namorado, e assim, a fita seria o seu lembrete permanente na sua luta para a proteção das crianças vítimas de maus tratos.
Segundo Adílson Spagiari, coordenador do projeto "Bio Mus - a prevenção é um ato de amor", com essa campanha pretendemos conscientizar a população local e os visitantes do Museu sobre a importância da prevenção dos maus tratos na infância, visando o fortalecimento das famílias no sentido de um parentesco positivo, a fim de reduzir os casos de maus tratos entre crianças e adolescentes. Dessa maneira, estamos fornecendo folhetos sobre a campanha aos visitantes do espaço museológico, pois essa campanha que começou como uma homenagem desta avó ao neto falecido espalhou-se e agora em 2018 o Museu de Pedreira também está comprometido em dedicar o mês de abril a disseminar o conhecimento aos seus visitantes do que se trata essa campanha, visando, sobretudo, a prevenção dos maus tratos físicos e psicológicos às crianças e público jovem, ressalta Spagiari.
Desde 2013, o Museu de Pedreira tem se engajado nas campanhas, dentre elas, Janeiro Dourado, Fevereiro Roxo, Março Roxo, Maio Amarelo, Setembro Vermelho, Outubro Rosa, Novembro Azul e Dezembro Vermelho, conscientizando moradores locais e visitantes sobre a prevenção em casos de problemas de saúde, tais como, câncer de mama, de próstata, Alzheimer, Epilepsia, doenças do coração, dentre outras.
O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102.