Páginas

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Projeto Memória Pedreirense expõe "Museu Folia: Memórias de Carnaval"

Irene Arrelaro de Ávila, como destaque de carro alegórico no Carnaval de Pedreira em 1963


Chegou fevereiro, mês de uma das festas mais animadas e populares, o Carnaval, oportunidade em que os foliões se divertem ao som de marchinhas e músicas que são o sucesso da estação. São momentos de alegria, colorido e muita diversão com confetes e serpentinas, máscaras, colar havaiano, perucas e muito mais, formando blocos carnavalescos e participando dos desfiles das escolas de samba. E nesse clima de festa, entra em cartaz no Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira, de 13 a 28 de fevereiro, a Exposição "Museu Folia: Memórias de Carnaval", integrante do Projeto Memória Pedreirense.
O Carnaval, manifestação cultural de um povo tem uma forte tradição em todo o país, e é um momento de criatividade e de diversão. Munidos de inspiração, as fantasias de Colombina, Pierrô e Arlequim retratam a arte, a alegria, o lúdico e a cultura em torno da folia.
Nos anos de 1980, o Carnaval de Pedreira contava com grandes desfiles, com várias escolas de samba, entre elas, Corogogó, Passado e Presente, Kafubas, Pingov e Gemi e sempre atraiu um grande público para a Rua Antonio Pedro.
Dentre os carnavalescos, Pedreira contou com a criatividade e a genialidade de João Carlos Cavicchia, que demonstrava seu talento através da Escola de Samba Gemi, pois era o responsável pelo visual deslumbrante dos carros alegóricos, pelas fantasias, alegorias e adereços.
Várias fotografias de desfiles carnavalescos estão em cartaz, além da homenagem ao carnavalesco pedreirense João Carlos Cavicchia, ressalta o Gestor, Curador e Supervisor Técnico, Adílson Spagiari.
A exposição pode ser conferida de Segunda à Sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h e aos sábados e domingos, das 9h às 12h e das 13h às 17h.
O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102, Centro, com entrada gratuita.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Turistas elegeram a peça de 2014 do Museu de Pedreira



Descobrir e mergulhar no acervo e nas coleções que os museus apresentam é uma das maneiras de transmitir o conhecimento durante o passeio pelas cidades.
Em Pedreira, o Museu Histórico e da Porcelana está instalado em um antigo sobrado do final do XIX e nele é possível conhecer uma variedade de peças que retratam a cidade, ambientadas em várias salas que destacam sobre a fundação da cidade, a ferrovia, imigração italiana, saúde, urbanização e transportes, esportes, religião, astronomia, comércio, industrialização, mini-fábrica de porcelana, dentre outras.
Dessa maneira, o Museu tem contribuído com as exposições de longa duração e com as temporárias na diversificação desse atrativo turístico histórico e cultural fomentando a visitação do público local e de visitantes de outros estados e do exterior.
Tendo se consolidado como atração de lazer e cultura para a população, em 2011 foi lançado o Projeto Qual a peça que você mais gostou?, que é um canal de diálogo entre o museu e seus visitantes, canalizando no aperfeiçoamento e desenvolvimento de ações que reflitam a preservação da memória e resgatam a identidade da população, sobressaindo nesse caso, o Projeto Memória Pedreirense, que recupera informações e documentos relevantes para a historia do município.
Segundo o Gestor, Curador e Supervisor Técnico, Adílson Spagiari, em 2014 a peça que os visitantes classificaram em 1° lugar foi o conjunto do consultório dentário, datado de 1947 e que pertenceu ao Dr. Roberto Pazotto. Em 2° lugar ficaram os retroprojetores que exibiam os filmes no Cinema Alvorada e em 3° lugar ficou o piano, modelo alemão, premiado em 1862. Na sequência, as peças mais votadas foram: as máquinas de escrever, dormitório estilo Imperial, datado de 1931, a bilheteria do Cinema São Luís, o conjunto da farmácia, o telefone de parede, modelo sueco, datado de 1890, as porcelanas e os rádios, de diversos modelos e marcas.
Dezenas de outras peças foram registradas como as que os visitantes mais gostaram, verificando que o público durante a visita procura conhecer as curiosidades e se sentem sensibilizados com relação aos bens culturais que estão sob a guarda do museu e que são objetos de contemplação e que ficam registrados na memória de cada visitante, como uma agradável recordação de sua visita ao Museu de Pedreira.
As pessoas que desejarem conhecer as peças mais votadas pelos visitantes e turistas e as demais coleções, o Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102, com funcionamento de Segunda à Sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h e aos sábados e domingos, das 9h às 12h e das 13h às 17h.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Museu de Pedreira recebeu mais de 16 mil visitantes em 2014



Os museus no Brasil vêm cada vez mais sendo visitado pelos moradores e turistas, acompanhando a tendência mundial, diversificando e dinamizando os museus como atrativos turísticos voltados ao lazer e à cultura, representando os modos de saber e fazer de sua população, expressando os olhares do passado, do presente e do futuro.
Conhecer o Museu de Pedreira permite aos visitantes usufruir de uma visita informativa e agradável, contribuindo para com o aprendizado intelectual, social e afetivo do público, uma vez que é um atrativo potencial do turismo local e regional, além de receber visitantes de outros estados do Brasil e do exterior.
Nesse sentido, de acordo com o levantamento realizado pelo Gestor, Curador e Supervisor Técnico, Adílson Spagiari, em 2014, o Museu de Pedreira recebeu 16.729 visitantes, dentre eles, visitantes de todos os estados do Brasil e de outros países, registrou-se os visitantes da Colômbia, Peru, México, Estados Unidos, Finlândia, Argentina, Japão, Uruguai, Irlanda, Venezuela, África, Paraguai, Portugal, Alemanha, Equador, Austrália, Inglaterra, Espanha, Nova Zelândia, Itália, Holanda, Chile, Bolívia, Canadá, Bulgária, Marrocos e Polônia.
Dessa maneira, o museu se caracteriza como local de entretenimento, onde nele é possível apreciar suas exposições, de longa duração, as temporárias, levar as crianças, amigos e familiares para conhecer seu acervo, suas coleções, promovendo o acesso ao lazer e à cultura, tanto dos moradores, como dos visitantes de outras localidades.
Segundo Spagiari, de acordo com o último levantamento realizado pelo governo estadual em 2010, o Museu de Pedreira está entre os mais visitados do Circuito das Águas Paulista, sendo que em 2014 foi realizado novo levantamento e aguarda-se pela divulgação dos novos dados.
O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102, com funcionamento de Segunda à Sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h e aos sábados e domingos, das 9h às 12h e das 13h às 17h.


quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Museu de Pedreira recebe banner personalizado da PAM 2014 do IBRAM



Museu de Pedreira recebe banner personalizado da Pesquisa Anual de Museus 2014 do Instituto Brasileiro de Museus

O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira recebeu o banner personalizado de participação da Pesquisa Anual de Museus (PAM) 2014, realizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).
A direção do IBRAM ressalta que é fundamental a participação dos museus nessa pesquisa, para que o instituto possa conhecer e mapear a realidade museal brasileira e, desta forma, elaborar um diagnóstico atual dos museus no país.

Pesquisas como essa são também essenciais para o monitoramento das políticas públicas existentes para o setor, bem como para fomentar ações e outras políticas destinadas ao desenvolvimento do campo museal.

Segundo o Gestor, Curador e Supervisor Técnico do Museu, Adílson Spagiari, com essas informações é possível criar novos produtos, como guias, relatórios e estatísticas que traçam o perfil dos museus brasileiros que já totalizam mais de três mil museus espalhados pelas regiões do Brasil, sendo que na última pesquisa em 2010, 1500 museus participaram da pesquisa, dentre eles, o Museu de Pedreira e nesse ano de 2014 novamente prestamos as informações à pesquisa.

O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102, com funcionamento de Segunda à Sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h e aos sábados e domingos, das 9h às 12h e das 13h às 17h, com entrada gratuita.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Museu de Pedreira participa da Campanha Dezembro Vermelho





MUSEU DE PEDREIRA PARTICIPA DO DEZEMBRO VERMELHO
Um local que nos chama muita atenção quando saímos de viagem para cidades desconhecidas por nós são os museus. O Dia do Museólogo e Dia do Museu tem duas datas marcadas no calendário, sendo o dia 18 de dezembro como dia nacional desde 2004 e 18 de maio como dia internacional, este com maior tempo de comemoração desde 1977.
Graças ao trabalho oferecido por estes profissionais e suas equipes, cada vez que visitamos um museu, podemos verificar seu trabalho por onde passamos, pois o acervo está preparado para que cada visitante receba as informações e se sinta integrante dessa história que está ali para ser desfrutada e compreendida.
O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira, através de seu Gestor, Curador e Supervisor Técnico, Adílson Spagiari aderiu a campanha Dezembro Vermelho, realizada também em outros museus do país, que visa demonstrar a importância e o reconhecimento de se valorizar os profissionais e toda a equipe de funcionários dos museus que buscam preservar a memória e a identidade de sua cidade e do país.

Para isso foi fornecido aos visitantes folhetos sobre a unidade museológica, incentivando a visitação e, sobretudo, reconhecer o trabalho efetuado pela equipe de funcionários que atua na instituição, uma vez que cada museu procura atuar como um guardião dos bens culturais da municipalidade.

O Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira está localizado na Praça Cel. João Pedro, 102, com funcionamento de Segunda à Sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h e aos sábados e domingos, das 9h às 12h e das 13h às 17h, com entrada gratuita.

Museu de Pedreira participa de cursos de capacitação na área de Museologia



Durante o ano de 2014, o Gestor, Curador e Supervisor Técnico do Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira, Adílson Spagiari, foi selecionado para participar do Curso de Formação Continuada em Educação em Museus, promovido pelo SISEM-SP em parceria com o setor educativo do Museu da Língua Portuguesa.

Museu da Língua Portuguesa, São Paulo-SP

Para esse curso piloto, a primeira turma foi composta por somente 15 participantes representantes de museus do interior paulista, sendo selecionados os que se destacaram no processo seletivo levando em consideração a formação acadêmica e os trabalhos desenvolvidos na sua instituição de origem, curso esse que foi realizado na Fundação Pró-Memória, em São Carlos-SP.
A partir do segundo semestre, o Gestor do Museu de Pedreira foi um dos 40 selecionados numa esfera de 415 museus de todo o Estado de São Paulo para participar do Curso de Capacitação de Museus - ciclo 2, que foi realizado no Museu da Energia, em São Paulo, promovido pelo SISEM-SP em parceria com a ACAM-Portinari, no qual contou com aulas sobre documentação, planejamento museológico, expografia, comunicação e ação educativa.
Segundo Spagiari, os cursos promoveram a troca de experiências entre os participantes, além de que os alunos tiveram a oportunidade de entrar em contato com professores e técnicos que atuam nos principais museus da capital paulista e sempre estão dispostos a aprofundar os conhecimentos entre os alunos.
A direção do Museu de Pedreira agradece o apoio da Prefeitura Municipal de Pedreira, através do Prefeito Carlos Pollo e da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, por meio do secretário Claudio Luiz Cassiani pelo total incentivo para que o Museu de Pedreira se fizesse representado nesses cursos de capacitação na área dos museus, promovidos pelo governo estadual e parabeniza todos os profissionais do setor museológico pela data comemorativa nesse dia 18 de dezembro, dia do museólogo.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Livro comemorativo ao Centenário da Porcelana de Pedreira foi lançado dia 12



Livro A Porcelana em Pedreira, cem anos de história

No dia 12 de dezembro, às 19h na Câmara Municipal de Pedreira foi lançado o livro A Porcelana em Pedreira, cem anos de história, de autoria de Ana Augusta Rocha e Cleusa Maria Gouveia Nery.
A solenidade contou com a presença de autoridades, dentre elas do Prefeito Municipal, Carlos Evandro Pollo, do vereador e empresário do ramo da porcelana, Antonio Ganzarolli Filho, do vereador Luís Henrique de Araújo, do secretário municipal de Planejamento Alan Rodrigo Alves e da secretária municipal de Saúde, Ana Filomeno, do Presidente da Academia Pedreirense de Letras e Gestor, Curador e Supervisor Técnico do Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira, Adílson Spagiari, da equipe de Assessoria de Imprensa da Prefeitura (Sidenei Defendi, Glauco Emerson Mazzetto e César Fabiano), músicos da Corporação Musical Sant'Ana que abrilhantaram o evento, além de empresários e representantes de empresas, funcionários e comerciantes voltados para a área da porcelana e membros da Comissão do Centenário da Porcelana de Pedreira.
Durante seu discurso, o Gestor do Museu falou sobre a importância da porcelana para o fortalecimento econômico da cidade, destacando fatos e acontecimentos que marcaram essa trajetória como as dezenas de FIP's - Feira Industrial de Pedreira realizadas desde 1969, e as procissões de Sant'Ana nas quais as empresas de porcelana decoravam e enfeitavam seus andores que percorriam as principais ruas da cidade no dia 26 de julho, tendo à frente por 55 anos nosso estimado pároco, o Monsenhor Nilo Romano Corsi. Relembrou ainda, trechos da Canção do Centenário de Pedreira, de autoria de Claudio Luiz Cassiani e do Hino de Pedreira, de Flávio Ribeiro que destacam e focam sobre a porcelana na cidade, ressaltando o título Pedreira, Flor da Porcelana, instituído desde 1953, por Lázaro Alves de Oliveira.
Durante a solenidade o prefeito Carlos, o vereador Toninho Ganzarolli e as autoras do livro, Ana e Cleusa ressaltaram em seus discursos a trajetória e a relevância da porcelana para a vida do pedreirense e o seu significado no cenário nacional.
O evento foi finalizado com a sessão de autógrafos pelas autoras do livro.
O livro A Porcelana em Pedreira, cem anos de história pode ser adquirido em vários pontos da cidade, dentre eles: Foto Estrela, Ivani Artes, Real Colonial, Café Santa Clara, Café Colonial e Tereza Modas.